Cidades amigas das crianças

Recanto das Emas e Candangolândia ganham o título de melhores regiões para acolher pequeninos. Cerimônia de premiação aconteceu nesta segunda (12)

O DF é a primeira unidade da Federação a premiar e reconhecer uma região que trabalha pela primeira infância| Foto: Renato Alves/Agência Brasília

As duas regiões administrativas selecionadas ao título de “Amigas da Criança” no Distrito Federal são Recanto das Emas e Candangolândia. As cidades foram vencedoras, nas categorias de grande e pequeno porte, do prêmio vinculado ao programa Criança Feliz Brasiliense, que tem o objetivo de estimular ações voltadas ao desenvolvimento saudável da primeira infância (de zero a seis anos). As solenidades de descerramento das placas de gratificação ocorreram nesta segunda-feira (12).

De acordo com a primeira-dama, Mayara Noronha Rocha, o DF é a primeira unidade da Federação a premiar e reconhecer uma região (ou, nos Estados, um município) que trabalha pela primeira infância. “Se a gente conseguir mudar o início da história, conseguimos mudar o final dela. Os estudos apontam que é na primeira infância fase que moldamos os futuros homens e mulheres do nosso país”, valorizou.

Mayara, madrinha do Criança Feliz Brasiliense, o governador Ibaneis Rocha e a secretária nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira Lima de Miranda, participaram dos eventos nas duas cidades, junto com os administradores do Recanto das Emas, Carlos Dalvan, e da Candangolândia, José Luiz Gonzalez. As regiões administrativas foram escolhidas como as que mais trabalharam para promover, proteger e apoiar o desenvolvimento dos primeiros anos de vida.

“Hoje é dia de alegria para todos nós, porque mesmo em época de pandemia estamos cuidando das crianças do DF. Esse projeto dá alegria para a comunidade, envolve união pelas crianças que são o futuro, mas um futuro que está presente. Se deixar para depois não tem volta por tudo de ruim que existe e está nas nossas portas”, observou o chefe do Executivo.

As ações para premiação envolveram amarelinha pintada no chão, bancos públicos no trajeto para escola, salas para amamentação, lazer aos fins de semana, entrega de brinquedos, revitalização de parques, distribuição de livros para colorir com lápis de cor ou giz de cera. Representante do governo Federal, Luciana Siqueira Lima de Miranda valorizou as ações: “Um governo que acredita na primeira infância acredita no futuro. Temos aqui uma execução maravilhosa do programa Criança Feliz”.

Criança Feliz Brasiliense

Criança Feliz Brasiliense foi instituído por decreto em maio deste ano, após dois anos aguardando a adesão do DF ao programa estabelecido pelo governo federal em 2016. O projeto é destinado a gestantes, crianças de até seis anos e suas famílias, que recebem benefícios de complementação de renda, além daquelas afastadas do convívio familiar em razão de aplicação de medida protetiva prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A principal ação são visitas domiciliares e a aproximação das famílias às políticas e serviços públicos. Os visitadores passaram por capacitação para assumirem o papel de levar mecanismos e dinâmica para melhorar o vínculo entre pais e crianças, além de se atentar às vulnerabilidades dos pequenos.

Por Jéssica Antunes

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here