“Toda vacina, importada ou produzida no Brasil, será requisitada pelo Ministério da Saúde”, afirma Caiado em live, após visita de Pazuello a Goiânia

Governador se reuniu com ministro na manhã desta sexta-feira (11/12), em Goiânia, que assegurou: todos Estados serão tratados de forma igual quanto à distribuição de vacinas contra Covid-19. “Não se divide país entre um rico, que pode receber imunização, e um pobre, que não tem direito”, ressaltou Caiado

O governador Ronaldo Caiado reafirmou durante live que prerrogativa da vacinação é do governo federal e alertou para que sejam mantidos os protocolos para impedir novo crescimento no número de casos de Covid-19: “Se retardarmos a segunda onda, e a vacina chegar na frente, pronto, nós já ganhamos essa guerra”/Fotos: Hegon Corrêa

O governador Ronaldo Caiado esclareceu nesta sexta-feira (11/12), durante live nas redes sociais, que “toda e qualquer vacina, importada ou produzida no Brasil, será requisitada pelo Ministério da Saúde”. Caiado, que esteve pela manhã com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ressaltou que a prerrogativa da vacinação é do governo federal, que vai fazer a distribuição equitativa para todos os entes federados. Ele relatou que o ministro deixou claro que nenhum Estado será tratado de forma diferente. “Não se divide o país entre um Brasil rico, que pode receber vacina, e um pobre, que não tem direito à imunização. Isso é um desrespeito à Constituição”, alertou.

Caiado classificou a postura de gestores que falam em iniciar a vacinação fora do plano nacional como de “uma mesquinhez ímpar”. “De repente, o governador mora no Estado de São Paulo e estava ali fazendo caravanas para saber qual o prefeito e qual o governador que iria aderir à produção, sendo que não está sequer certificado”, pontuou.

Em vídeo gravado ao lado de Caiado, Eduardo Pazuello, que esteve em Goiânia para a inauguração oficial do Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara, reforçou as declarações do goiano. “Vamos ter a vacina para todos os brasileiros de forma gratuita, equitativa”, explicou. “Um plano único de um Brasil para um todo. Na hora certa com distribuição gratuita, segura, sem expor a população a nenhuma aventura”, destacou.

Caiado ainda falou sobre a preocupação com a segunda onda de Covid-19. “Fui muito firme no primeiro momento da pandemia e alongamos a curva [de contaminação pelo coronavírus]”, citou. “Agora, não vamos abusar. Se retardarmos a segunda onda, e a vacina chegar na frente, pronto, nós já ganhamos essa guerra. É isso que pondero com cada um de vocês, não vamos exagerar”, observou.
O governador ainda pediu que, apesar da época ser de festividades, para que as pessoas tenham ponderação. “Vamos manter o uso da máscara, o asseio das mãos com álcool 70% e o distanciamento para a gente conversar com mais tranquilidade”, recomendou.

Infraestrutura
Durante a live, o governador Ronaldo Caiado também comentou a assinatura de um termo de cooperação técnica e financeira entre o governo estadual, por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), e o Fundo para Desenvolvimento da Pecuária em Goiás (Fundepec-GO) para elaboração de projetos de reconstrução de nove rodovias e construção de cinco pontes de concreto no Estado. “Essas vias são importantes e estratégicas para Goiás”, ressaltou. Serão contempladas regiões como Vale do Araguaia, Norte, Nordeste, Oeste e extremo Sudoeste.

Presidente da Goinfra, Pedro Sales explicou, por meio de vídeo transmitido na live, que os planos de obras estão bem encaminhados. “Já temos alguns projetos concebidos, com financiamento assegurado pelo governo federal e com recursos do Tesouro estadual. São rodovias prioritárias e estruturantes, que tenho certeza que vão causar uma grande revolução da infraestrutura do Estado”, enfatizou.

No total, serão R$ 4,7 milhões direcionados para a elaboração de projetos de melhoria da malha viária no Estado. Deste montante, estão previstos R$ 4,4 milhões para projetos de reconstrução de 396 quilômetros de rodovias, e outros R$ 319,6 mil para a construção de 144 metros de pontes. O investimento total das obras é de aproximadamente R$ 539,1 milhões para reconstrução de rodovias e R$ 3,8 milhões para construção de pontes.

Secretária de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here