Goiás terá aplicativo para agendar vacinação contra Covid-19

Estado aperfeiçoa ferramenta digital para prevenir aglomerações quando grupo de risco começar a ser imunizado, dentro do plano nacional. “Tão logo as doses cheguem a Goiás, elas serão aplicadas dentro de um ordenamento que virá do governo federal”, afirma Caiado

Durante entrevista, Caiado fala sobre a logística da vacinação contra a Covid-19 em Goiás e faz balanço sobre dois anos de governo

O governador Ronaldo Caiado afirmou nesta quinta-feira (17/12), durante entrevista à TV Serra Dourada, que o Estado vai dispor de um aplicativo para organizar a logística da vacinação contra a Covid-19. Trata-se do Dados do Bem, lançado em julho deste ano pelo Executivo e que, num primeiro momento, teve a missão de ampliar a testagem e promover o monitoramento de casos suspeitos da doença.

“Queremos colocar no app o local e o horário que a pessoa deve se dirigir para ser vacinada. Essa orientação facilita para não termos um fluxo grande [no mesmo espaço]”, detalhou Caiado. “Tão logo as doses cheguem ao Estado, serão aplicadas dentro de um ordenamento que virá do governo federal, com o grupo a ser imunizado em primeiro lugar”, complementou, ao citar como exemplo os profissionais de saúde e idosos.

Ainda de acordo com o governador, todos os insumos, entre seringas, agulhas e equipamentos de proteção individual (EPIs), já foram adquiridos pelo Governo de Goiás. Caiado pontuou mais uma vez que o plano de vacinação é nacional e classificou como “desumana” e “mesquinha” a atitude de quem defende o tratamento diferenciado entre brasileiros em relação ao início da imunização.

Natal
Preocupado com a aglomeração que pode ser gerada com as festividades de final de ano, o líder do Executivo estadual fez um apelo aos goianos. “Vamos ser ponderados, não participar de eventos, continuar com o uso da máscara. Devemos lembrar que, mesmo aqueles que têm uma melhor saúde, podem transmitir o vírus para pessoas queridas”, ressaltou.

Para incentivar a cautela, Caiado mostrou os números atuais da taxa de ocupação nas unidades de terapia intensiva (UTI) do Estado. Em duas semanas, o índice saltou de 38% para 54%.

Durante a entrevista, o governador fez um breve balanço sobre seus dois primeiros anos de mandato e destacou avanços na saúde, educação, segurança pública e no crescimento de empregos, à revelia da pandemia enfrentada pelo mundo. Citou, ainda, a aprovação recente do Plano de Reestruturação das Dívidas do Estado, que permitirá Goiás renegociar seus débitos com a União.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here