Balança Comercial de Goiás tem crescimento de 41,83% entre janeiro e novembro comparado com mesmo período de 2019

Dados do Ministério da Economia indicam que no mês de novembro o resultado é superavitário em US$ 256,76 milhões. No acumulado entre janeiro e novembro também é positivo e atinge a marca de US$ 4.541 bilhões

A Balança Comercial de Goiás registrou saldo positivo de US$ 256,76 milhões no mês de novembro, quando houve um total de US$ 550,37 milhões em exportações e US$ 293,61 milhões em importações. A participação goiana nas vendas brasileiras para outros países foi de 3,14% e, nas compras, foi de 2,13%. Os dados são do Ministério da Economia.

Apesar do resultado positivo em novembro último, na comparação com o mesmo mês de 2019, quando o saldo foi de US$ 266,84 milhões, houve queda de -3,78%. A retração é resultado das diminuições nas exportações (-7,87%) e importações (-11,16%).

Já no acumulado de janeiro a novembro, o saldo da balança de Goiás é superavitário em US$ 4.541 bilhões, sendo US$ 7.543 bilhões de exportações e US$ 3.002 bilhões de importações.

Segundo o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Adonídio Neto, apesar das situações externas adversas de um ano atípico, Goiás mostra estabilidade e continuidade das exportações entre janeiro e novembro de 2020, com saldo de US$ 4,5 bilhões de dólares, sendo US$ 1,3 bilhão a mais que o mesmo período em 2019.

Crescimento apesar da pandemia
Ainda em relação ao período de janeiro a novembro de 2020, o saldo da balança de Goiás ostenta crescimento de 41,83% em relação ao mesmo período de 2019, sendo que as exportações tiveram crescimento de 15,50% e as importações sofreram queda de -9,81%.

O Ministério da Economia também informou que nesse período, de janeiro a novembro, Goiás teve participação de 3,94% nas exportações brasileiras e de 2,14% nas importações.

Quem lidera o ranking
No levantamento do Ministério da Economia, Goiás ocupa a 11ª posição no ranking dos estados que mais exportaram no mês de novembro. No período entre janeiro e novembro a situação é melhor e Goiás é o 8º na pauta de exportações. Já nas importações o Estado ficou na 11ª posição em novembro 11º entre janeiro e novembro.

Já entre os municípios goianos que mais exportaram em novembro, Rio Verde segue no topo do ranking, seguido por Mozarlândia, Barro Alto, Palmeiras de Goiás, Itumbiara, Alto Horizonte, Crixás, Goiânia, Ouvidor, Catalão, Luziânia, Ipameri, Itaberaí, Mineiros e Jataí.

No período entre janeiro e novembro de 2020, Rio Verde também é o primeiro colocado entre os municípios exportadores. Jataí, Luziânia, Mozarlândia, Barro Alto, Alto Horizonte, Ouvidor, Palmeiras de Goiás, Itumbiara, Goiânia, Catalão, Crixás, Cristalina, São Simão e Anápolis vem em seguida.

A China segue sendo o principal parceiro comercial de Goiás. No mês de novembro, o país aparece no topo da lista entre os compradores, seguida por Vietnã, Turquia, Espanha, EUA, Japão, Indonésia, Holanda, Canadá, Hong Kong, Emirados Árabes, Coreia do Sul, Taiwan, Reino Unido e Irã.

No período entre janeiro e novembro, a China também está na parte alta do ranking dos compradores, seguida por Espanha, Holanda, Estados Unidos, Tailândia, Coreia do Sul, Japão, Vietnã, Hong Kong, Reino Unido, Taiwan, Indonésia, Alemanha, Canadá e Índia.

Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC) – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here