Regras subjetivas adotadas no MMA causam estranhamento em atletas e torcedores

20160229234006Incrédulo, Anderson Silva pagou caro por não buscar o combate nos cinco rounds.

A subjetividade nos critérios de julgamento das lutas do UFC abre  espaço para intermináveis discussões, como a de que Anderson Silva venceu Michael Bisping no UFC Londres, e não o contrário, como  decidiram os árbitros.

Anderson, que estava há um ano sem lutar após cair  em exame antidoping,  vociferou dizendo que    “às vezes é como no Brasil: corrupção total”.  Além de muitos brasileiros, furiosos com o resultado,  o presidente do UFC, Dana White, também apontou vitória do Spider.

O caso não é inédito e outros lutadores deixaram o octógono indignados por não terem seus braços levantados após o combate. Lyoto Machida, Carlos Condit, Johnny Hendricks e Ronaldo Souza “Jacaré” são alguns exemplos de quem perdeu o sono não pelos golpes,  e sim  pela decisão.

Isso ocorre porque o UFC, que conta com três árbitros fora do octógono e um para conduzir o combate,  utiliza a mesma pontuação do boxe. O vencedor do round recebe dez pontos e o perdedor, nove. Caso ocorra uma disparidade muito grande, o atleta que foi inferior pode receber sete ou oito pontos.

Os juízes interpretam critérios como “trocações efetivas, agarramentos efetivos, controle da área do ringue e de luta, agressividade e defesa”, previamente esclarecidos no regulamento da organização.

Até o ufc reclama

Não é raro ver Dana White contrariar a decisão dos árbitros nas coletivas. O recado foi dado: “Nunca deixe a decisão nas mãos dos juízes”, pede, ávido por nocautes e finalizações. “A pontuação é  falha” completa o comentarista Joe Rogan.

Saiba mais

O resultado de uma luta pode ser dividido em oito etapas. As principais são:

1 – Submissão por: desistência ou desistência verbal

2 – Nocaute: por interrupção da luta pelo árbitro (TKO); quando uma contusão causada por manobra legal for severa demais, suficiente para interromper a luta (TKO), quando um lutador ficar desacordado (KO).

3 – Decisão  (cartões de pontuação): decisão Unânime quando os três juízes apontam o mesmo vencedor; decisão dividida: quando dois apontam um lutador como vencedor e o terceiro aponta o outro lutador como vencedor; decisão majoritária:   dois apontam um lutador como vencedor e o terceiro aponta empate.

Fonte:  Jornal de Brasília

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here