Ferrer derrota Fognini e é campeão do Rio Open; Sara Errani vence

2015-02-22T231839Z_340986925_GM1EB2N0K2E01_RTRMADP_3_BRAZIL-TENNISO espanhol David Ferrer, segundo cabeça de chave, conquistou o título do ATP 500 Rio Open, derrotando na final o italiano Fabio Fognini, neste domingo, no Rio de Janeiro.

Ferrer, 9º tenista do ranking da ATP, precisou de apenas 1h23 para passar pelo italiano em dois sets, parciais de 6/2 e 6/3.

Fognini, 4º cabeça de chave, havia se tornado o ‘estraga-prazeres’ do torneio ao eliminar nas semifinais o astro espanhol Rafael Nadal (1/6, 6/2 e 7/5), queridinho da torcida carioca e defensor do título do Aberto do Rio.

Com a vitória, Ferrer, de 31 anos, conquistou o segundo título da temporada e o 23º da carreira. O espanhol já havia erguido o troféu em Doha, em janeiro, e continua invicto no saibro em 2015.

O espanhol evitou uma dobradinha italiana no Rio, já que mais cedo, na chave feminina, a italiana Sara Errani, primeira cabeça de chave, superou a eslovaca Anna Schmiedlova (6), ficando com o título do WTA 250 Rio Open.

A italiana Sara Errani | Divulgação/Rio Open

Feminino
Cabeça de chave número um do torneio e grande favorita ao título, a italiana Sara Errani superou a eslovaca Anna Schmiedlova por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7/2) e 6/1, e conquistou o Rio Open apresentado pela Claro.

Sob um forte calor na quadra central do Jockey Club Brasileiro, Errani e Schmiedlova fizeram um primeiro set muito intenso e equilibrado no qual nenhuma das duas deslanchou no placar. No fim, melhor para a italiana, que se impôs no tie-break e fechou o longo set em 7/6 (7/2).

A vantagem de largar na frente fez bem a Errani, que conseguiu imprimir seu ritmo no segundo set e, mais solta e confiante, fez 6/1 para, após 1h52, se consagrar campeã do Rio Open, seu oitavo troféu de simples em um torneio WTA, sendo o sétimo em quadras de saibro.

“Foi um jogo muito difícil, com uma primeiro set muito longo onde ela teve um set point. Este foi um torneio bem duro e estou muito feliz pela conquista”, contou Errani, que, com o título, subiu uma posição no ranking mundial e sai do Rio de Janeiro na 12ª colocação.

Fonte: band.com.br e Metro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here