Cruzeiro vence o Sesi-SP e conquista o tricampeonato da Superliga de vôlei

cruzeiro-superliga-volei-O Sada/Cruzeiro mostrou porque é considerado o melhor time do país e venceu o Sesi-SP na final da Superliga Masculina de Vôlei e sagrou-se tricampeão do torneio. Atuando diante de 14.036 torcedores no ginásio Mineirinho, em Belo Horizonte, os donos da casa saíram perdendo, mas liderado pelos ataques de Wallace e Leal – e se beneficiando dos erros adversários –, o time de Marcelo Mendez buscou a virada e triunfou por 3 sets a 1 (21/25, 25/19, 27/25 e 25/19).

O time da Vila Leopoldina foi à quadra com Marcelinho, Théo, Murilo, Lucarelli, Lucão, Riad e o líbero Serginho, enquanto a representação mineira foi composta por William, Wallace, Filipe, Leal, Isac, Éder e o líbero Serginho.

E a desafinada mineira no primeiro set preocupou. O Sesi parecia alheio ao barulho da arquibancada, que ia diminuindo após uma sequência de ataques e bloqueios que ajudavam a colocar o time paulista na frente. E os paulistas arremataram o set com Lucão.

No segundo set, o duelo ficou mais equilibrado. E o cubano Leal, do Cruzeiro, começava a soltar o braço. Um ponto seguido do outro. O cubano terminava a parcial com seis pontos e fazia a arquibancada respirar aliviada.

No 3o set, o Sesi começou a acusar o golpe, sentia a pressão. Após sair atrás no placar, o time paulista reagiu e teve o set nas mãos, com 24 a 21. Mas o Cruzeiro se segurava como podia e, numa reação espetacular, arrancaram a parcial na marra: 27/25 após bola fora de Lucarelli.

No 4o e decisivo set, os donos da casa ditaram o ritmo. Defendiam e atacavam bem e ainda contavam com a sorte em alguns lances. Os jogadores do Sesi pareciam nem acreditar. E a distância começava a aumentar.

A festa ficou completa  quando o canadense Winters explorou o bloqueio e marcou o ponto do tricampeonato: 25 a 19.

Fonte: Metro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here