Corinthians perde para Peñarol e se complica na Sul-Americana

Equipe uruguaia faz 2 a 0 e segue com 100% de aproveitamento

O Corinthians segue sem vitórias na Copa Sul-Americana. Com muita aplicação e técnica, o Peñarol (Uruguai) saiu da Neo Química Arena com uma vitória de 2 a 0 sobre a equipe brasileira, e lidera o Grupo E com seis pontos. O Timão é apenas o 3º colocado, com um ponto conquistado em duas rodadas. González e Terans marcaram para os uruguaios.

Derrota em casa

O Corinthians passou aperto logo no primeiro minuto de jogo. Cantillo perdeu a bola, Cássio saiu para tentar salvar, tomou o drible, mas a defesa paulista conseguiu impedir o chute. O Timão respondeu aos cinco minutos. Fagner recebeu na direita e cruzou na medida para Luan, que arrematou de primeira, de perna direita, mas jogou por cima do gol. O camisa 7 teve nova chance aos nove minutos. Ele recebeu passe de Fábio Santos e bateu de fora da área para a boa defesa de Dawson.

Quem abriu o placar foi o Peñarol. Aos 12 minutos, Bruno Méndez perdeu a bola para Terans. O camisa 11 avançou pelo meio e tocou na medida para González colocar com categoria na saída de Cássio.

O Corinthians quase empatou aos 17 minutos. Camacho lançou na área e Jô tentou de letra. Na sobra, Bruno Méndez chutou forte e Dawson botou para escanteio. O Peñarol não recuou e só não fez o segundo porque Cássio fez um milagre. Aos 29 minutos, Terans recebeu cruzamento pela direita e cabeceou no canto direito do goleiro, que se esticou todo para evitar o gol.

O jogo era lá e cá. Aos 31 minutos, Léo Natel arriscou quase sem ângulo e o goleiro do Peñarol colocou para escanteio. Na cobrança, Luan recebeu dentro da área e soltou a bomba. Dawson fez grande defesa. No rebote, Bruno Méndez arriscou, mas ficou fácil para o camisa 12 uruguaio.

O Timão melhorou muito e passou a pressionar o time uruguaio. Aos 39 minutos, Otero cobrou escanteio e a bola sobrou para Luan. O camisa 7 tentou ajeitar para o chute e acabou sofrendo o toque de Kagelmacher. Os brasileiros pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

A última boa chance do primeiro tempo foi do Corinthians. Fágner encontrou Léo Natel pela direita, ele cruzou rasteiro na área e Jô, sozinho, na marca da pequena área, arrematou mal e perdeu a melhor oportunidade do Timão.

O segundo tempo começou com o Corinthians pressionando o time uruguaio, mas sem conseguir finalizar. Depois de três chegadas na área do Peñarol, o Timão acabou sofrendo o segundo em um contra-ataque. Aos 10 minutos, Gargano lançou para Piquerez na esquerda. O lateral esquerdo cruzou de primeira e Terans apareceu na segunda trave, sozinho, e desviou de coxa para ampliar a vantagem.

Mesmo com mais volume de jogo, o Corinthians não conseguia assustar o goleiro Dawson. Na tentativa de partir para cima do adversário, os donos da casa quase sofreram o terceiro. Trindade cobrou falta pela direita e Schiappacasse desviou de cabeça. Cássio saiu mal e a bola passou raspando a trave direita.

A melhor oportunidade na segunda etapa veio aos 43 minutos. Fagner cobrou falta no bico da grande área pela direita e acertou a trave esquerda de Dawson. Foi a última tentativa de diminuir a vantagem.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Sport Huancayo (Peru), na próxima quinta (6) em Huancayo, a uma altitude de mais de 3.200 metros.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here