Agora no Brasiliense, Lúcio tem carreira marcada por ‘virar casaca’

20180416151537569624uApós ser capitão do Gama no Candangão, o zagueiro Lúcio resolveu trocar o Periquito pelo Brasiliense, grande rival do agora ex-clube do pentacampeão. “Virar a casaca”, ou seja, trocar um time para atuar no grande adversário, não é novidade na carreira do defensor, que tem um vasto histórico de transferências desse tipo.
Lúcio defendeu o Bayer Leverkusen entre 2001 e 2004. Apesar de não ter conquistado títulos, foi eleito o melhor jogador do Campeonato Alemão da temporada 2001/02, quando também foi vice-campeão da Liga dos Campeões da Europa.
Depois disso, ele acertou com o Bayern de Munique, que, mesmo não sendo da mesma cidade do Bayer, é considerado um rival da equipe de Leverkusen. Pelo novo clube, foram oito troféus, incluindo um tricampeonato alemão.
Após o sucesso no futebol alemão, o defensor foi negociado com a Inter de Milão em 2009, onde conquistou a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes, entre outras taças. Em 2012, deixou o time da capital da moda para defender a Juventus, onde levantou o troféu da Supercopa da Itália, em 2012.
De volta ao Brasil em 2013, Lúcio passou a vestir a camisa do São Paulo. Porém, chegou a treinar separado do grupo em determinados momentos do ano, e não teve uma temporada tranquila. No ano seguinte, ele “pulou o muro”, e passou a defender o Palmeiras, cujo centro de treinamento é ao lado das instalações do tricolor.
Em Brasília, antes de acertar com o Gama para esta temporada, o pentacampeão também já defendeu o Guará, em 1997. Lúcio jogará a Série D do Campeonato Brasileiro pelo Brasiliense a partir do próximo sábado (21/4), quando o clube de Taguatinga visita o Dom Bosco-MT, fora de casa.
Fonte: CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here