“Peço que cada cidadão se sinta dono do Estado”, diz Caiado ao dialogar com moradores

“Não somos de fazer promessas, mas de chegar, resolver as bandalheiras, as corrupções que existiam, acabar com elas e entregar para a população aquilo que lhe é direito”, afirma governador ao conversar com famílias durante entrega de 93 moradias da 2ª etapa do Residencial João Paulo II. Ele garante governar “sem populismo irresponsável e demagogia”

“O que peço a vocês é que cada cidadão se sinta dono do Estado. É o compromisso que tenho: devolver Goiás aos goianos. Vamos fazer devagar, sem promessa demagógica, sem populismo irresponsável, mas, sim, com trabalho e honestidade.” Esta foi a mensagem transmitida pelo governador Ronaldo Caiado ao conversar com moradores, na manhã desta quarta-feira (19/08), durante a entrega de 93 moradias da segunda etapa do Residencial João Paulo II, localizado na região Norte de Goiânia, próximo à rodovia BR-153, ao lado do Vale dos Sonhos.

Antes da solenidade, Caiado fez questão de dialogar com famílias que buscavam informações sobre as próximas etapas de entrega de moradias. Ele esclareceu sobre os problemas gerados com a construção na gestão passada e tranquilizou o grupo sobre a conclusão das obras. “Vocês precisam ter confiança no Estado agora. Não somos de fazer promessas. Somos de chegar, resolver as bandalheiras, as corrupções que existiam, acabar com elas e entregar para a população aquilo que lhe é direito”, disse o governador. “Vamos acabar com esses ratos e ratazanas que viviam no governo”, reafirmou.

Caiado explicou às famílias que a entrega das casas é aguardada desde 2014. “Nosso governo, em 18 meses, já entrega 93 unidades. É lógico que tem outras etapas que vamos inaugurar também, mas gradualmente”, pontuou.

“Nossa gestão está alicerçada em pilares como honestidade e transparência com o gasto público. Alcançamos avanços significativos em diversas áreas”, disse Caiado ao assegurar que não será diferente em sua política para redução do déficit habitacional no Estado.

“O governante não governa para seu interesse nem projeto de poder pessoal, muito menos enriquecimento com a máquina pública. É fazer com que haja uma equipe competente e trabalhando com esse objetivo”, disse Caiado. “O governador sozinho não consegue tudo, mas se todos os servidores, mais a população, acreditarem nesse momento, vamos fazer mudanças substantivas no Estado de Goiás”, concluiu.

A construção de 230 moradias da segunda etapa do residencial estavam paralisadas há três anos e meio e foi retomada pela atual gestão. As 137 habitações restantes devem ser entregues em setembro (34 unidades) e outubro (103 unidades), à medida em que a infraestrutura fique pronta. O Governo de Goiás investiu mais de R$ 10 milhões na construção das moradias, que teve aporte de outros R$ 15,6 milhões da Caixa Econômica Federal (CEF).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here