HCamp de Águas Lindas de Goiás foi construído e desmobilizado pelo governo federal

Unidade foi construída pelo governo federal ao custo de R$ 10 milhões e funcionou  de junho a outubro de 2020

O hospital de campanha foi construindo em 2020 e inaugurado em junho do mesmo ano para atendimento ao casos confirmados e suspeitos da Covid-19 nos municípios da região do Entorno do Distrito Federal. Ao todo, a estrutura tinha 200 leitos para internação, dos quais 190 de enfermaria e 10 unidades de terapia intensiva (UTI).

Na época um acordo de cooperação foi feita  entre os governos federal e de Goiás, assinado em 22 de maio, que previa o funcionamento do hospital por quatro meses, até dia 22 de setembro podendo ser prorrogado. Próximo ao término do período de 120 dias, a SES-GO  havia pedido ao Ministério da Saúde a manutenção do HCamp até o fim do ano, por sua vez o ministério da saúde alegou que os números estavam em queda em Goiás e ocupação dos leitos era de 70% e a recomendação era de prorrogação por mais 30 dias, solicitando assim um plano de desmobilização do Hcamp de Águas Lindas, sendo desativado 22 de outubro pelo governo federal.

Segundo informações da Secretaria de saúde de Goiás das noves estruturas abertas no território goiano, somente o Hcamp de Águas Lindas que era federal, foi fechada por decisão do Ministério da Saúde. A pasta esclareceu também que a escolha da forma de estrutura do HCamp de Águas Lindas de Goiás foi motivada por decisão exclusiva do Ministério da Saúde , que na época, transferiu ao estado de Goiás somente a gestão e operacionalização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here