Governo de Goiás consegue repasse de R$ 60 milhões para o setor de turismo

GoiásFomento obteve mais R$ 36 milhões junto ao Ministério do Turismo. Recursos se somam aos R$ 24 milhões recebidos anteriormente. Expectativa da agência é atender em torno de 600 empresas do segmento no Estado

Governador Ronaldo Caiado durante celebração dos 20 anos da GoiásFomento, empresa pública de sociedade mista com foco nos micro e pequenos empreendedores

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Fomento (GoiásFomento), tem disponível um total de R$ 60 milhões de crédito destinado especificamente ao setor do turismo em todo o Estado. A expectativa é atender em torno de 600 empresas.

A Agência de Fomento já dispunha de R$ 24 milhões para financiar projetos turísticos. No último dia 13, por meio de novo termo aditivo firmado com o Ministério do Turismo, o Governo de Goiás conseguiu o repasse de mais R$ 36 milhões. Os recursos são oriundos do Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

Conforme o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, essa ação atende a determinação do governador Ronaldo Caiado de facilitar o acesso ao crédito para os micro e pequenos empresários, em especial do setor de turismo, cujos negócios estão entre os que foram mais afetados pela pandemia nos últimos cinco meses.

As empresas beneficiadas deverão ser legalmente constituídas e estabelecidas, e exercer atividades econômicas voltadas à cadeia produtiva do turismo. Terão ainda de estar devidamente inscritas no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos do Ministério do Turismo (Cadastur).

Capital de giro

Rivael informa que o montante de R$ 60 milhões será destinado a todas as linhas de crédito voltadas para o turismo. O principal financiamento com o qual a GoiásFomento trabalha no momento é o Turismo Capital de Giro Puro, que financia valor de até R$ 400 mil, e está disponível para microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte.

“É uma linha de crédito com condições especiais para capital de giro das empresas de turismo. São 60 meses para pagamento, o maior prazo que temos para esse tipo de operação”, afirma.

A taxa de juros é de 5% ao ano mais Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Há carência de até 12 meses para o início dos pagamentos e da amortização do empréstimo.

A GoiásFomento também oferta linha de crédito aos empreendedores da área do turismo para aquisição de equipamentos, modernização e obras civis. Uma empresa que quiser construir uma pousada ou ampliá-la, também pode ter acesso ao empréstimo, segundo Rivael.

Segundo o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, a cadeia do turismo é muito grande e a liberação de 60 milhões, com juros mais baixos e condições mais favoráveis do mercado, é importante para as pretensões do setor.

“Seguramente, Goiás está entre os três Estados que mais buscaram recursos do Governo Federal para o Turismo, no que tange às linhas de crédito”, diz Fabrício.

Ele informa ter expectativa de, juntamente com o presidente da GoiásFomento, conseguir ampliar o valor por empreendimento. “Porque há grandes empresas que precisam de mais recursos com juros bem atrativos para contribuir na retomada”, reforça.

Atendimento

O atendimento aos clientes da GoiásFomento é realizado pelo telefone (62) 3216-4900, no horário das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, ou pelo e-mail [email protected] Mais informações podem ser verificadas no site www.goiasfomento.com

Gerência de Comunicação da GoiásFomento – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here