Caiado anuncia que protocolos contra Covid-19 na Segurança Pública serão ampliados

“Teremos uma regra protocolar imediata para diminuirmos os óbitos que, infelizmente, têm entristecido muito a todos nós”, disse governador em visita ao Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro), da PM. Ele considera “preocupante” número de mortes de policiais vítimas da pandemia. “Ao primeiro sintoma, vamos fazer o diagnóstico e tratar corretamente”, orienta

O governador Ronaldo Caiado informou, na manhã desta quarta-feira (09/09), que o Estado trabalha para ampliar os protocolos contra a Covid-19 no âmbito da Segurança Pública. “Teremos uma regra protocolar imediata para diminuirmos os óbitos que, infelizmente, têm entristecido muito a todos nós”, disse. A declaração foi feita durante visita ao Batalhão do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro), da Polícia Militar, em Goiânia.

As novas diretrizes passarão por um crivo maior na prevenção, diagnóstico e tratamento. O governador alertou que qualquer possível sintoma da doença deve ser monitorado. “Vamos fazer imediatamente o exame e dar uma prioridade para que tenha uma resposta rápida. Se for o caso, entrar o mais rápido possível com medicação”, projetou Caiado, que também é médico. Os detalhes sobre os protocolos serão discutidos durante uma reunião com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), em data ainda a ser confirmada, e repassados às equipes médicas de cada corporação.

A adoção de regras mais rígidas ocorre em meio ao número de casos confirmados do novo coronavírus entre os integrantes das forças de segurança. Dados da SSP-GO indicam que atualmente há 254 servidores contaminados pela Covid-19, e 277 suspeitos.

O governador lamentou que, somente no âmbito da Polícia Militar, já são 28 óbitos confirmados, sendo 15 da ativa e 13 da reserva. “Já é um número preocupante”, observou.

Para Caiado foi “afrontoso” o último final de semana com o feriado da Independência, oportunidade em que municípios turísticos de Goiás receberam milhares de visitantes que provocaram aglomerações, sendo que muitos não se atentaram às normas de prevenção e segurança, como o uso de máscaras.

Caiado disse que a Segurança Pública requer uma atenção especial porque é, ao lado da Saúde, a área mais exposta à Covid-19. “Nós não podemos mais perder pessoas que estão no trabalho, no dia a dia nos ajudando”, salientou. “Por isso, fica aqui minha palavra de gratidão ao trabalho de vocês e de alerta para que, ao primeiro sintoma, vamos fazer o diagnóstico e tratar corretamente, não menospreze o sintoma”, orientou.

O governador ainda reforçou a necessidade da atenção às medidas preventivas. Ele reafirmou as orientações sanitárias, como o isolamento social, o uso da máscara e a higienização das mãos.

“Não se pode desrespeitar pessoas que não querem ser contaminadas e estão buscando conviver com todas as regras”, relatou Caiado. Ele ressaltou a necessidade de que todos os goianos redobrem os cuidados em meio à pandemia, que diariamente tem ceifado vidas.

Giro
Na visita ao Giro, o governador Ronaldo Caiado prestou homenagem aos PMs que compõem a unidade de policiamento, que atua em Goiânia. Conforme relatou, o trabalho dos chamados Cavaleiros de Aço mudou a segurança pública na capital. “É um grupamento que se transformou numa referência nacional”, disse.

Comandante do Giro, o tenente-coronel Cláudio Antônio Silva informou que, somente no primeiro semestre deste ano, a unidade já apreendeu 1,6 tonelada de maconha e tirou de circulação 77 armas de fogo. Também foi responsável por recapturar 21 foragidos da Justiça.

O secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, atribuiu a eficiência das forças de segurança a um somatório de ações. Ele citou “excelência profissional, apoio incondicional do governador, liberdade para trabalhar e capacitação”.

O titular da SSP-GO disse ainda que os índices de produtividade da polícia goiana alcançam patamares históricos. Não há, segundo ele, relatos de redução de crimes semelhantes pelo menos nos últimos 12 anos. “Acredito na especialização da nossa tropa. Um policial especializado, capacitado e motivado faz a diferença no Estado”, disse.

Já o comandante-geral da PM, coronel Renato Brum, se disse admirador do trabalho realizado pelos Cavaleiros de Aço. “Tem uma marca forte, sou fã incondicional”, pontuou. Durante a visita, ele informou que o Giro já foi motivo de inspiração para 14 Estados. O grupamento possui 21 anos de atuação e é formado por 96 policiais militares devidamente treinados para atuação de ocorrências de alto risco.

Participaram da visita ao Giro o secretário da Casa Militar, coronel Luiz Carlos Alencar, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos, comandante do Policiamento da Capital (CPC), Edson Ferreira Moura, subcomandante do Policiamento da Capital, tenente-coronel Marcos de Bastos, subcomandante do Giro, major Cruvinel, o subcomandante de Policiamento Ambiental, tenente-coronel Edson, além de oficiais e praças.

Foto: Hegon Correa

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here