ÁGUAS LINDAS| Hildo não se esforça agora, e acha que alguém vai se esforçar por ele em 2022

Na política há um ditado: “dê alguma coisa a alguém, que alguém te dará alguma coisa”.  Essa máxima não está sendo seguida pelo atual prefeito de Águas Lindas Hildo do Candango

O prefeito Hildo, apenas observa sem, no entanto, se definir a quem apoiar: Dr. Lucas Antonietti (Podemos) ou Marco Túlio (DEM)? A campanha está passando…

Sem poder se candidatar, por ser prefeito reeleito, o gestor da mais importante cidade do Entorno, faz cara de paisagem, até agora, para a disputa eleitoral desse ano.

A 36 dias do pleito municipal, que ocorrerá em todo o país, no dia 15 de novembro, o prefeito Hilo do Candango ainda não demostra a quem deverá apoiar para a sua sucessão.

Em Águas Lindas (GO), de acordo com as pesquisas de intenção de votos, duas candidaturas polarizam na disputa eleitoral desse ano  pela Prefeitura do Município.

De um lado, têm a campanha do eterno candidato Marco Túlio Pinto (DEM).

Do  outro, o médico DR. Lucas Antonietti (Podemos).

O prefeito Hildo do Candango (PTB), até agora, não se decidiu qual o caminho a tomar, embora o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente e dono do seu partido, já tenha acertado com  Túlio.

O filme comédia  “Esquecerão de mim”,  de 1990, parece se repetir no cenário político de Águas Lindas.

Talvez tenha sido essa situação, que fez Hildo pisar no freio e não se envolver, até o momento, pessoalmente,  na campanha de Marco Túlio.

Hildo também não fez nenhum aceno em direção à campanha de Lucas Antonietti.

Nenhum político com mandato, que  tem, no mínimo, o controle de  20% do seu eleitorado,  quer ser coadjuvante. Esse pensamento pode ser que esteja acontecendo com o prefeito de Águas Lindas.

Pelo andar da carruagem, e seguido indefinido, Hildo está longe de se tornar o principal artista da cena política, da mais importante cidade do Entorno, que terá o seu desfecho final no próximo dia 15 de novembro.

O fato, é que ficar em cima do muro, diante de um cenário tão importante da disputa eleitoral de 2020, nunca foi uma boa para a maioria dos políticos que deseja disputar a campanha eleitoral de 2022.

Tanto o presidente Bolsonaro, quanto o governador Caiado sabe desse dever de casa.

Hildo do Candango, que já foi deputado federal, antes de ser prefeito, deve disputar daqui a dois anos uma vaga, pelo Goiás, na Câmara Federal.

“Se o prefeito  não se envolver agora, provavelmente o projeto político futuro, poderá ficar prejudicado”, dizem os mais entendidos em política.

Por Toni Duarte

Fonte: RadarDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here