Alimentação na prevenção do coronavírus

Por Milton Gonçalves

A escolha correta dos alimentos pode contribuir para o aumento da imunidade, auxiliando na prevenção e recuperação da COVID-19

Responsável pelas defesas naturais do nosso organismo a imunidade tem sido relacionada com o aumento nos números de casos de contaminação por covid-19.

Como não temos medicamentos ou vacinas comprovadas que protegem do coronavírus, receitas e elixires milagrosos vem sendo divulgados através de fake News (notícias falsas) disseminadas por redes sociais prometendo cura milagrosa através dos alimentos.

Obter uma imunidade normal engloba três fatores como: praticar exercícios físicos regulamente, dormir bem – respeitando o mínimo de 6 horas de sono por dia e ter uma alimentação saudável e balanceada. Uma má alimentação e um estilo de vida ocioso corrobora para que a imunidade caia e o organismo fique mais vulnerável a um quadro de infecção viral.

A organização Mundial de saúde (OMS), afirma que não existe alimento ou receita caseira que possa combater o coronavírus, uma alimentação saudável pode manter a imunidade normalizada, auxiliando na prevenção, recuperação e aliviar os sintomas da covid-19. Afinal o que cura a doença é a resposta positiva do sistema imunológico de cada indivíduo.

O indivíduo que possui uma boa imunidade tem o risco de contrair a doença e desenvolver seus sintomas do mesmo jeito, já quem tem a imunidade baixa, inclusive os idosos, porque seu sistema imunológico já envelheceu, tende a apresentar os sintomas mais graves da covid-19.

De preferência uma alimentação rica e variada. Não se esqueça da hidratação, que desempenha papel fundamental na regulação da temperatura corporal, no transporte de nutrientes e na eliminação de substâncias tóxicas.

Alimentos que aumentam a imunidade

Alho:Tem função imunoprotetora e uma boa dose de selênio e zinco.

Cebola: é um potencializador da função imune, prevenindo doenças virais e alérgicas.

Gengibre: auxilia nas defesa do organismo porque possui importante ação bactericida, além de boas doses de vitamina B6 e C.

Castanha do para:é rica em selênio, poderoso antioxidante no combate aos radicais livres, que também turbina o sistema imunológico. Consumir uma ou duas por dia.

Iogurte com probióticos: é rico em lactobacilos com propriedades probióticas, que melhoram a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico.

Frutas cítricas: laranja, acerola, kiwi, tomate –são ricas em vitamina C, antioxidantes, fibras, flavonóides e propriedades antiinflamatórias. As frutas cítricas aumentam a imunidade são importantes para a prevenção do câncer e doenças cardiovasculares.

Vegetais verdes-escuros: brócolis, couve e espinafre são ricos em ácido fólico, que auxilia na defesa do organismo.

Alimentos ricos em zinco: combate resfriados, gripes e outras doenças. Encontrado na carne, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas.

Oleaginosas: além de zinco, as nozes, castanhas e amêndoas são ricos em vitamina E, que é benéfica, principalmente para os idosos, agindo no combate à diminuição da atividade imunológica.

Não existe alimento único que possa aumentar a imunidade instantaneamente e proteger contra qualquer doença, o que faz a diferença são os bons hábitos alimentares rotineiramente, dando prioridade a alimentos de qualidade e exercícios físicos para ter uma vida longa e saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here