UBS 8 de Ceilândia é reinaugurada após oito meses de reforma

Em parceria, unidade foi redesenhada e recebeu melhorias nas partes estruturais, elétrica e hidráulica

População já começou a ser atendida na UBS 8, em Ceilândia; unidade atende mais de 30 mil pessoas

Os moradores do P Norte e de parte do Sol Nascente foram beneficiados com a reinauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 8 de Ceilândia. O local, que estava fechado há oito meses para uma reforma, foi reinaugurado oficialmente nesta sexta-feira (11) e já segue em atendimento aos usuários. O evento contou com a participação do vice-governador do DF, Paco Britto, do secretário de Saúde, Osnei Okumoto, e outras autoridades.

Paco Britto, Osnei Okumoto e outras autoridades participaram da reinauguração – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

O investimento total da reforma foi de R$ 759.626,00. O recurso do projeto foi formalizado no termo de doação entre a Ambev e a Secretaria de Saúde, sendo o executor da parceria o Instituto Tellus. O valor da obra foi financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“Esta é uma entrega muito importante porque é uma UBS desenhada nos anos 80 e que, apesar disso, já tinha uma visão futurista. Dentro da Secretaria de Saúde há profissionais brilhantes e inovadores que fazem um excelente trabalho. A reforma desta UBS é um exemplo de trabalho conjunto de profissionais que ofertam um atendimento primoroso à população”, parabenizou Okumoto.

Osnei Okumoto elogiou a parceria entre profissionais para reinaugurar a UBS – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A reforma foi uma parceria entre a Secretaria de Saúde, a Ambev e o Instituto Tellus, que foi contratado para fazer o projeto arquitetônico da unidade, treinamento dos servidores e reestruturação do espaço. Com ela, todos os servidores da UBS 8 de Ceilândia foram capacitados sobre acolhimento, humanização e eficiência no atendimento e uso do recurso público. Além disso, foi feita a troca de toda a rede hidráulica, elétrica, telhado, além de readequação da calçada, da entrada da UBS e a criação de abrigo de resíduos.

O vice-governador Paco Britto, representando o governador Ibaneis Rocha, ressaltou que “a preocupação dos servidores da saúde é salvar vidas, por isso, essa parceria só enriquece os profissionais que trabalham aqui. A reforma humaniza o ambiente e dá mais ânimo para os servidores trabalharem, proporcionando o acolhimento humanizado dos usuários”.

Paco Britto afirmou que a reforma humaniza o ambiente e dá mais ânimo para os servidores – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

O diretor institucional da Ambev, Rodrigo Moccia, explicou que “a reforma faz parte do nosso projeto Brasília Vida Segura. Ouvimos a comunidade e os servidores antes de fazer as readequações necessárias. Foram feitos investimentos estruturais, arrumamos o sistema de luz e água. Estamos felizes em reforçar o nosso compromisso com a população”.

Serviços

A UBS 8 de Ceilândia atende 35 mil usuários, possui seis equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), uma equipe de Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e três equipes de saúde bucal. Além disso, possui farmácia abastecida com medicamentos e distribui medicamentos psicotrópicos. São seis consultórios médicos e três salas de odontologia individualizadas, oferecendo melhor estrutura aos usuários e servidores que trabalham na unidade. Além de sala de vacina.

UBS 8 de Ceilândia vai atender cerca de 35 mil usuários, com várias equipes de Saúde – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A farmacêutica Fernanda Junges está feliz com a reinauguração da UBS. Segundo ela, todos os profissionais tiveram a oportunidade de acompanhar a reforma de perto e dar opiniões. Além disso, no período da reforma todos foram capacitados para melhor atender o público.

O resultado disso é ter usuários satisfeitos com a unidade. Uma delas é Maria José Brandão, de 59 anos, que ficou muito feliz e aprovou a nova UBS. “A reforma ficou muito boa, porque as salas de odontologia foram separadas, o ambiente ficou mais arejado”, avaliou.

A diretora de parcerias do Instituto Tellus, Juliana Opipari, explicou que o grupo fez todo o redesign da UBS e capacitou os profissionais. “Essa parceria nos proporcionou apoiar o governo na área de inovação. Ouvimos a população e os servidores e tivemos parceiros técnicos que, baseados nas solicitações de usuários e profissionais, traduziram o projeto arquitetônico e redesenho dos serviços da unidade”, destacou.

UBS 8 de Ceilândia é reinaugurada após oito meses de reforma

Fonte: Saude.DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here