Infectados pelo coronavírus na Papuda chegam a 245; um policial penal e 7 presos estão internados

Há outros dois casos fora da Papuda: um no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) e outro na Penitenciária Feminina.

Presos do Presídio da Papuda em Brasília, em imagem de arquivo. — Foto: Gláucio Dettmar/Agência CNJ

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe) informou, na noite desta quinta-feira (30), que subiu para 245 o número de casos do novo coronavírus na Penitenciária da Papuda. Outros dois casos estão no Centro de Progressão Penitenciária (CPP), no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), e na Penitenciária Feminina, a Colmeia, no Gama.

Ao todo, há 247 pessoas infectadas no sistema prisional. São 74 policiais penais e 173 detentos. O boletim indica aumento de 11 casos nos presídios em relação ao contabilizado até quarta-feira (29).

De acordo com o balanço, um policial penal está internado em um hospitalar particular do DF. Em relação aos detentos, sete estão no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Segundo a Sesipe, “um deles tem comorbidade e necessita de cuidados especiais. Os demais apresentam sintomas moderados”. A pasta informou ainda que 20 detentos e cinco policiais se recuperaram da doença.

Onde estão os casos?

Segundo a Sesipe, outros contaminados estão sendo avaliados por equipes de saúde, dentro dos presídios. Os detentos estão divididos nos seguintes locais:

  • Centro de Internamento e Reeducação (CIR): 65 detentos e 28 policiais penais
  • Centro de Detenção Provisória (CDP): 28 detentos e 17 policiais penais
  • Penitenciária do Distrito Federal II (PDF-II): 25 detentos e 8 policiais penais
  • Penitenciária do Distrito Federal I (PDF I): 33 detentos e 12 policiais penais
  • Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (DPOE): 4 policiais penais
  • Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF): 1 detento
  • Centro de Progressão Penitenciária (CPP): 1

Aglomeração na portaria

Parentes de presos se aglomeram em frente à Papuda
Parentes de presos se aglomeram em frente à Papuda

Nesta quinta-feira (30), parentes de presos da Papuda se aglomeração na portaria do presídio. Eles queriam entregar dinheiro, mantimentos e produtos de higiene para os detentos.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as visitas estão suspensas pelo menos, até 10 de abril.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here