Governo autoriza o início de mais 25 obras

Serão investidos mais R$ 400 milhões em intervenções em todo o Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciou, na noite desta quarta-feira (29), a autorização de 25 ordens de serviços para obras na capital federal. O evento de assinatura está previsto para a sexta-feira (1º). As ordens de serviço correspondem a um investimento de R$ 400 milhões.

“Temos que cuidar da prata da casa, dos nossos empresários. Então não adianta você ter obras que sejam monumentais que só as grandes empresas ganham. Temos que ter obras em todos os locais” Governador Ibaneis Rocha

As novas obras vão beneficiar a população de todo o DF e os empresários de Brasília do ramo da construção civil. O anúncio ocorreu durante o jantar com a Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), no Lago Sul.

“Temos que cuidar da prata da casa, dos nossos empresários. Então não adianta você ter obras que sejam monumentais, em que só as grandes empresas ganham. Temos que ter obras em todos os locais”, afirmou o governador. Ibaneis ressaltou que os empresários do setor têm recebido o pagamento em dia pelas obras do GDF que realizam.

O governador ainda lembrou que o anúncio se junta a outras ações da semana. “Assinamos entre ontem e hoje R$ 1,1 bilhão em obras. Sendo R$ 710 milhões em obras pequenas e R$ 360 milhões da obra do Metrô, em que as empresas pequenas vão trabalhar em conjunto com as grandes”, comentou.

O presidente da Asbraco, Afonso Saad, agradeceu as ações do GDF em prol da área da construção civil. “Hoje é um momento de agradecimento. Há muito não se via esse setor com pagamento em dia, com pessoas que, quando a gente precisa, nos atendem”, avaliou.

Em consonância com a fala do presidente da Asbraco, Ibaneis Rocha falou que buscou preparar a equipe de secretários para atender as demandas da categoria. “Consegui colocar na cabeça dos meus secretários que temos que atender o empresariado da melhor maneira possível. Porque quem gera emprego é o empresariado”, explicou.

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here