Carteira Nacional do Artesão para 110 profissionais

Secretaria de Turismo realizou uma força-tarefa na Feira da Torre de TV para reconhecer os trabalhadores e entregar os documentos

Amta Leye, do Senegal, produz bonecas na Feira da Torre. Artesã, recebeu o registro profissional | Fotos: Setur/Divulgação

A Feira de Artesanato da Torre de TV foi o cenário para a entrega de 110 unidades da  Carteira Nacional do Artesão. O documento que funciona como um registro profissional, foi dado para artesãos que produzem e comercializam sua arte no local, um dos principais pontos de venda de trabalho manual na cidade, devido a sua história e localização.

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, fez questão de entregar o documento pessoalmente, durante evento nesta sexta-feira (6). “Desde o primeiro dia de governo, estamos trabalhando para que os artesãos do DF possam vender mais e em diferentes espaços, com toda estrutura necessária. Todos os eventos do GDF devem acolher esses artistas. A Setur-DF é a casa deles e vamos apoiá-los no que for preciso”, afirmou.

Os artesãos

O apoio foi comemorado pelo presidente dos Expositores da Feira da Torre, o artesão Jocélio Aleixo. É difícil alguém vir até nós para saber o que estamos precisando e a Secretaria de Turismo do DF está fazendo isso. É a primeira vez que sentimos o acolhimento do governo e isso é muito significativo para a nossa classe”, reconhece Aleixo.

Vinda do Senegal, na África, Amta Leye conta que esse tipo de ação em prol do artesanato é novidade. “O artesão não é reconhecido em meu país. Estou muito feliz aqui”, revela a artista, que produz bonecas e há três anos veio tentar uma vida melhor no Brasil.

Marina Barbosa, aprendeu a arte com a mãe, aos 18 anos, e desde então nunca parou. Agora, com 43 anos, sente-se reconhecida com sua Carteira Nacional. “Ela revela o nosso talento”, afirmou.

Em busca de um sonho, o maranhense Cloves Conceição Martins chegou a Brasília há 15 anos e aqui aprendeu, sozinho, a arte que hoje sustenta toda a sua família. Por meio de uma técnica transmitida por gerações, ele transforma o capim dourado em diferentes obras de arte e encanta os visitantes que passeiam pela Torre. O artista tem orgulho de ter nas mãos a Carteira renovada. “Agora, quando eu precisar do documento, eu tenho. Com o apoio do governo eu consigo representar o meu trabalho”, conta sorrindo.

Força-tarefa

A força-tarefa da Setur-DF foi concentrada na Feira de Artesanato da Torre de TV para reconhecer os artesãos que lá atuam. Muitos não tinham sequer a Carteira, outros tinham o documento vencido e alguns poucos estão com o documento em dia. Essa força-tarefa também já foi feita em outras cidades do DF, como Brazlândia e Riacho Fundo, mesmo em meio à pandemia, quando o processo todo foi virtual. Este ano, a pasta já gerou 1.173 Carteiras Nacionais e renovou 492

Atualmente, na base de dados do Sicab – Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro, o DF tem cerca de 12 mil artesãos registrados.

O documento

A carteira habilita o artesão legalmente perante o DF e todo o Brasil. Ela só pode ser emitida mediante a comprovação das habilidades artesãs, por meio de vídeo ou pessoalmente na Setur-DF. Já a renovação das Carteiras já existentes precisa apenas da atualização de dados. “A Carteira Nacional do Artesão é ímpar. Ela garante ao profissional a comercialização e sua qualificação a nível nacional, não só no DF”, destaca Lúcia Cruz, presidente do Sindicato dos Artesãos do Distrito Federal.

Segundo Lúcia, há 30 anos um movimento culminou na Lei 13.108/2015, a qual definiu o Estatuto do Artesão, garantindo ao profissional as políticas públicas para o setor e a valorização do seu trabalho. “Nesse momento de desafios, esse artista está conseguindo dizer para a sociedade quem ele realmente é. E agradecemos a gestão da Setur-DF, que nunca foi tão atenciosa”, completou.

Como emitir

O artesão interessado em emitir a carteirinha deve entrar em contato via WhatsApp, pelo número (61) 9 9147-0748, e enviar os seguintes documentos, em fotos de boa qualidade:

Foto 3×4;
Foto do RG (frente e verso);
Foto do CPF;
Foto do comprovante de residência;
Foto da própria assinatura;
Um vídeo fazendo o produto;
Cinco fotos do produto finalizado.

Após a validação dos dados, a equipe da Setur emite a carteirinha em formato PDF e envia ao artesão cadastrado. O documento físico poderá ser retirado na própria Secretaria de Turismo localizada no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Eixo Monumental, lote 5 .

*Com informações da Secretaria de Turismo

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here