Dia do Selo: Correios lançam estampas de 200 anos da Independência

Veículos e agências terão estampas comemorativas do 7 de setembro

Em alusão ao bicentenário da Independência do Brasil, que será comemorado no próximo dia 7 de setembro, os Correios lançaram na manhã de hoje (1º) mais uma estampa filatélica sobre o tema. A cerimônia, realizada em Brasília, também comemorou o Dia Nacional do Selo.

Além do selo apresentado, que estampa a espada de Dom Pedro I durante o Grito do Ipiranga, a empresa instalará uma grande faixa comemorativa no edifício do Setor Comercial Sul de Brasília, além de decorações que estarão presentes em todas as agências. Os veículos dos Correios também serão decorados com adesivos da campanha comemorativa do bicentenário da Independência.

“A nossa empresa é secular, confundindo-se com a própria história do Brasil. Todos os brasileiros têm um orgulho muito grande dos Correios, e em especial seus empregados, com exemplos marcantes de comprometimento, dedicação e amor a essa empresa que representa muito para todos nós”, disse o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, durante a cerimônia.

Selo marca o centenário da travessia do Atlântico Sul e foi lançado em campanha comemorativa pelos Correios.

Selo marca o centenário da travessia do Atlântico Sul e foi lançado em campanha comemorativa pelos Correios. – Correios/Divulgação


Outros selos, como o que marca o centenário da travessia aérea do Atlântico Sul, também foram revelados ao público durante o evento.

Cápsula do tempo

Além dos lançamentos para o bicentenário, os Correios se anteciparam e já iniciaram as comemorações para as gerações futuras: em uma ação inusitada, a empresa construiu uma “cápsula do tempo” que será aberta no tricentenário da Independência, em 2122 – daqui a exatos 100 anos. Dentro, um chip de celular dos Correios, um uniforme de carteiro, uma miniatura de um avião com a logomarca da empresa e o Relatório Integrado de 2022, que registra os números da empresa no último ano.

“O futuro é uma construção que, com nossas escolhas e ações, é edificado um pouco a cada dia. Então, por mais paradoxal que possa parecer, sabemos que, ao mesmo tempo em que somos o passado, também constituímos o presente e o futuro dos Correios”, disse Peixoto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here