Técnica de enfermagem de Taguatinga é a primeira servidora da saúde a morrer por covid-19 no DF

Por Millena Lopes

Governador Ibaneis Rocha publica nota de pesar e declara luto de três dias a partir desta terça-feira na capital

Vilza Santos Alencar trabalhava na UBS 7, de Taguatinga – Foto: Reprodução / Facebook

A técnica de enfermagem Vilza Santos Alencar é a primeira servidora da saúde do Distrito Federal a morrer por Covid-19 no Distrito Federal. Ao confirmar a morte, ocorrida no sábado (6), o Governo do DF publicou nota de pesar e declarou luto de três dias a contar a partir desta terça-feira (9).

Vilza trabalhava na Unidade Básica de Saúde 7, de Taguatinga, e foi retratada como “profissional competente e aplicada” pelo governo. “Vilza não mediu sacrifício no enfrentamento ao coronavírus”, diz o texto.

A nota manifesta solidariedade aos parentes da servidora “nesse momento de dor profunda por essa perda irreparável”. E exalta os servidores da saúde, “que, a exemplo de Vilza, têm colocado em risco suas próprias vidas em defesa da população do Distrito Federal” e merecem o respeito de todos.

Com a declaração de luto em Brasília, a bandeira do DF ficará hasteada somente a meio-mastro em homenagem e respeito à memória da servidora.

Homenagens

No perfil da servidora, no Facebook, os amigos ressaltaram as qualidades dela. “Reuníamos para orar antes do trabalho, abençoávamos toda a equipe, decorávamos os corredores e as festas, dávamos tantas risadas gostosas”, escreveu uma colega. “Mais uma vítima desse tal Covid-19”, diz.

Outra amiga diz, na rede social, que “a dengue e o Covid conseguiram apagar essa estrela generosa, carismática, alegre, amiga, companheira, família de um coração enorme que não cabia no peito”.

Nota de pesar divulgada pelo Governo do DF, na noite desta segunda-feira (8).

Fonte: Poder no Quadrado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here