Hospital de Campanha do Mané Garrincha será desativado amanhã (15)

Com apenas 28 pacientes, HCMG fecha as portas depois de seis meses de operação, quando salvou mais de 1,7 mil vidas

O Governo do Distrito Federal vai encerrar nesta quinta-feira (15) as atividades do Hospital de Campanha do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha (HCMG), conforme previsto no Plano de Desmobilização de Leitos Covid-19 do DF, anunciado no último dia 9 pelo secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

Unidade foi aberta em maio e atendeu a mais de 1,8 mil pacientes – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Depois de quase seis meses em operação, quando atendeu a mais de 1,8 mil doentes, o HCMG encerra seus trabalhos com apenas 28 pacientes internados, dos quais quatro receberão alta nesta quinta-feira (15), e 24 serão encaminhados para outras unidades da rede pública que atendem casos da Covid-19.

O encerramento será marcado com homenagens aos pacientes e aos profissionais que atuaram no hospital. Está prevista, inclusive, apresentação da Banda do Corpo de Bombeiros. O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, participará da cerimônia, marcada para às 16h30.

Fim de um ciclo

Assim, com essas atividades, o Hospital do Mané Garrincha fecha um ciclo histórico, iniciado no dia 22 de maio de 2020, quando começou a receber os primeiros pacientes. Até hoje, passaram pela unidade mais de 1,8 mil internados, dos quais 1.787 estão curados da Covid-19 e 32 não resistiram à doença.

A cada alta os profissionais comemoraram a vitória dos pacientes sobre à doença – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

Fizeram parte da equipe do Mané Garrincha 129 médicos e 647 enfermeiros, além de diversos outros profissionais, entre técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas e profissionais administrativos não-assistenciais que atuaram na logística, transporte, alimentação e segurança.

O HCMG foi equipado com 197 leitos, sendo 173 de enfermaria para adulto, 20 de suporte avançado e quatro de emergência. Todo mobiliário e equipamentos irão integrar o patrimônio da Secretaria de Saúde, que usará esse material para atender pacientes com outras enfermidades nas diversas unidades da rede pública do DF.

Por Johnny Braga

Fonte: Agência Saúde DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here