DF recebe 200 mil equipamentos de proteção da China

Doação foi feita pelo governo chinês especialmente para a capital. São R$ 2,5 milhões em máscaras, luvas e aventais cirúrgicos

Doação foi por meio de videoconferência. China é o primeiro país a enviar ajuda para o Brasil desde que a crise sanitária causada pelo novo coronavírus se instalou. Somente a recebida nesta quarta-feira chega a R$ 2,5 milhões | Foto: Vinícius de Melo/Agência Brasília

Os hospitais da rede pública de saúde receberam, nesta quarta-feira (28), 200 mil equipamentos de proteção individual (EPIs). O material foi doado pela Embaixada da China para o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do Comitê Todos Contra a Covid, coordenado pelo vice-governador Paco Britto. Entre os itens recebidos estão máscaras e luvas descartáveis e aventais cirúrgicos.

De acordo com o embaixador da China, Yang Wanming, este é o terceiro lote de doações do governo chinês para o Brasil e está sendo destinado, especialmente, para o Distrito Federal. “Tenho certeza que a amizade entre os dois países, China e Brasil, sairá mais forte após a pandemia”, frisou o embaixador.

A China é o primeiro país do mundo a enviar ajuda para o Brasil desde que a crise sanitária causada pelo novo coronavírus se instalou no país. Somente a recebida nesta quarta-feira chega a R$ 2,5 milhões. No total, mais de R$ 40 milhões já foram enviados em forma de doações do país asiático para cá.

Para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a relação entre o Brasil e a República Popular da China é extremamente importante, principalmente quando se fala sobre inovação tecnológica. “O DF necessita muito do acolhimento do país que tem essa grandiosidade no setor”, disse.

Osnei afirmou, ainda, que o governo tem trabalhado para que a pandemia não seja tão grandiosa como foi em outros países. E citou números registrados no DF, como o alto índice de pacientes recuperados – mais de 200 mil – e o baixo número de óbitos, 1,74% dos infectados. “Isso também é reflexo dos conhecimentos que foram prestados a nós pela China, nos ajudando a criar protocolos que puderam salvar milhares de pessoas acometidas pela Covid-19”, afirmou.

O vice-governador Paco Britto agradeceu, em nome do governador Ibaneis Rocha, a doação vinda do país asiático e lembrou que 2020 ficará marcado na história do mundo devido a uma das maiores crises sanitárias do planeta. “Porém, com a união entre os povos, a humanidade já conseguiu se recuperar de vários momentos difíceis. Essa relação da China com Brasília nos orgulha muito e nos enche de esperança”, enfatizou.

Hospitais

Segundo ele, os EPIs recebidos seguirão, imediatamente, para todos os hospitais da rede. “É de extrema valia para que nossos profissionais permaneçam firmes na linha de frente contra essa batalha”, lembrou. “Os equipamentos de segurança nunca são demais porque têm uso descartável, então, precisamos sempre, o tempo todo”, completou o secretário de Saúde.

O encontro que formalizou a doação ocorreu de forma remota, por meio de videoconferência, e foi acompanhado também pela chefe do Escritório de Assuntos Internacionais (EAI) da Governadoria, Renata Zuquim. “A doação desses materiais reforça ainda mais a cooperação entre a China e o Distrito Federal. É uma iniciativa muito importante, pois nos ajuda a garantir a segurança dos profissionais que atuam diretamente no combate à Covid-19”, afirmou.

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here