Na véspera do Dia do Trabalhador, GDF lança programa para gerar emprego e renda

FOTO: TONY WINSTON/AGÊNCIA BRASÍLIA

Na véspera do Dia do Trabalhador, o governador Ibaneis Rocha assinou na manhã desta terça-feira (30/4) o decreto que cria o programa Emprega DF. A assinatura ocorreu em uma solenidade na Ceilândia, que contou com a presença de dezenas de empresários e de deputados distritais.

Um dos principais eixos do novo projeto de geração de emprego e renda na capital federal é a mudança na tributação de produtos. “Tenho certeza de que o Emprega DF vai gerar grande impacto na economia do Distrito Federal, aliado com a Difal e com a redução das alíquotas para os nossas atacadistas. Estou muito feliz, não pelos empresários, mas pela população que está desempregada no DF”, explicou Ibaneis Rocha. O governador disse ainda que é preciso acabar com a “dependência nefasta do serviço público”.

Ibaneis lembrou que o DF tem hoje 326 mil desempregados, segundo dados da Codeplan.  A taxa de desemprego total aumentou de 18,7% para 19,5%, entre fevereiro e março de 2019. 

Na semana passada, tivemos a notícia do fechamento de 43 mil vagas de emprego no Brasil. Amanhã é 1º de maio, mas não há motivos para o trabalhador comemorar”, comentou

O chefe do Buriti deu detalhes do novo projeto. “Na prática, o programa muda toda tributação do Distrito Federal. As empresas passam a ter mais fôlego nas compras e vendas e tenho certeza de que, com isso, elas passarão a investir. Foram mais de 30 mil empresas fechadas no DF nos últimos cinco anos e queremos retomar o curso da economia para gerar mais empregos”, explicou Ibaneis Rocha.

Ele lembrou que os jovens são os mais afetados pelo desemprego na capital federal. “Grande parte dessa geração ficou desempregada e hoje está dentro de casa. Nossa grande preocupação é com a juventude do DF, que precisa ter oportunidades”.

Segundo o governador, o decreto iguala todos os incentivos fiscais dentro da região Centro-Oeste. “Então, o Distrito Federal vai ter os mesmos incentivos que existem em Mato Grosso do Sul, fazendo com que as empresas que estão nessa região, como Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e que quiserem chegar ao Distrito Federal, tenham espaço necessário com incentivo do GDF. Estamos abrindo as portas para todas as indústrias, comércios e todos aqueles que vierem gerar emprego no Distrito Federal”.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here