Luta contra o racismo é tema de audiência pública nesta segunda-feira

A audiência foi proposta pela deputada Arlete Sampaio (PT), por ocasião da celebração do Dia da Consciência Negra, no último 20 de novembro

A luta contra o racismo, em suas diversas formas de violência, será debatida em audiência pública remota da Câmara Legislativa, nesta segunda-feira (23), a partir das 19h. Os interessados poderão acompanhar a discussão, ao vivo, na página da TV Web no Youtube. Perguntas e comentários deverão ser encaminhados por meio de chat.

A audiência foi proposta pela deputada Arlete Sampaio (PT), por ocasião da celebração do Dia da Consciência Negra, no último 20 de novembro. A data propõe uma série de reflexões sobre a história de lutas, resistência e valorização dos negros e negras, além de colocar luz sobre as desigualdades e violências contra a população negra.

“Um alto índice de ocorrências de injúria racial e racismo, com mais de 300 casos anuais, assusta a população negra do Distrito Federal e demostra que o racismo está longe de ser superado na capital do País”, aponta Arlete Sampaio. Por meio de seu perfil no Twitter, no Dia da Consciência Negra, a parlamentar escreveu: “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”, inspirada em fala da intelectual e ativista norte-americana Angela Davis, defendendo a necessidade de um posicionamento, na prática, contra o racismo.

Como forma de reforçar as reflexões sobre o assunto, Arlete apresentou, em 2019, um projeto de lei para decretar o Dia da Consciência Negra feriado local. A proposta, contudo, ainda precisa passar por duas comissões e ser votada pelo plenário da Casa.

Foram convidados para participar da audiência desta noite o presidente do Conselho de Defesa dos Direitos dos Negros do DF e subsecretário de Direitos Humanos do DF, Diego Moreno de Assis e Santos; a coordenadora nacional do Movimento Negro Unificado, Ieda Leal de Souza; Joseanes Lima dos Santos, da Frente de Mulheres Negras do DF e Entorno, e Nelson Fernando Inocêncio, professor do Departamento de Artes da Universidade de Brasília (UnB).

Por Denise Caputo


Fonte: Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here