Enquanto a popularidade do presidente Jair Bolsonaro só cai, a do governador Ibaneis Rocha é ascendente

Mais da metade dos moradores do DF vê Bolsonaro de forma negativa, enquanto isso, o governador Ibaneis Rocha é visto positivamente, diz pesquisa

A popularidade do presidente Jair Bolsonaro desgastou-se desde a eleição de 2018, quando o político foi eleito com quase 70% dos votos no Distrito Federal. É o que aponta pesquisa do instituto RG Organic, a que a coluna teve acesso. Hoje, 57% dos moradores veem Bolsonaro de forma negativa. O presidente tem uma imagem positiva para menos de metade da população na capital do país. O percentual é de 42%. A pesquisa ouviu 1,3 mil pessoas entre abril e maio, com margem de erro de 3 pontos percentuais e intervalo de confiança de 95%.

Alternativas ganham espaço

Se essa rejeição crescer, o quadro da centro-esquerda no DF, arrasada na última eleição, deve melhorar, com mais chances para quem se apresentar como uma alternativa a Bolsonaro. O Instituto RG Organi verificou, também, o nível de conhecimento do brasiliense em relação a algumas figuras políticas. Quanto à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, a pesquisa mostrou que 48% não a conhecem e 30% têm avaliação negativa em relação a seu desempenho sempre marcado por polêmicas. Apenas 22% a enxergam de forma positiva. Pode ser um sinal de que a onda conservadora da última eleição tenha perdido força.

Aprovado pela maioria

A avaliação do governo Ibaneis Rocha, segundo a pesquisa do instituto RG Organic, é positiva para 63% dos brasilienses. Outros 12% não conhecem o governador que estreou na política nas eleições de 2018 e teve uma vitória retumbante. Para 25%, a imagem é negativa.

Mandou bem

Ibaneis Rocha garantiu R$ 2 milhões para o Festival de Brasília de Cinema. O secretário de Cultura Bartolomeu Rodrigues acredita que, diante da pandemia de covid-19, há a oportunidade de se revolucionar o jeito de fazer o festival.

Por Coluna Eixo Capital, Ana Maria Campos

Fonte CB. Poder

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here