CPI: Caos da saúde será investigado

timthumb (1)Após visitas a hospitais públicos, os parlamentares sentiram a necessidade de buscar respostas ao caos que vive a Saúde do Distrito Federal. Em entrevista ao programa Gente Brasília, da radio BandNews, nesta quinta-feira (19/3), o deputado Wellington Luiz (PMDB) afirmou que a intenção é dar uma resposta à sociedade. “Os fatos precisam ser esclarecidos. A ideia não é politizar, mas buscar, com isenção e responsabilidade, o que está acontecendo para diagnosticar a doença e curá-la”, disse…

Greve de médicos, falta de medicamentos, fechamento de leitos em UTI, pacientes jogados pelos corredores. Essas são as principais situações que fizeram com que o GDF decretasse situação de emergência na área por 180 dias, em 19 de janeiro. Em fevereiro, a CLDF criou uma frente parlamentar para estabelecer a interlocução parlamentares, Executivo, Judiciário e sociedade civil, a fim de enfrentar o problema.

Suspeitas de corrupção na Saúde serão investigadas pela CPI. “A situação nos obriga a tomar atitude rigorosa. É importante que os rumores sejam esclarecidos. Se você é inocente, não tem que se preocupar, mas se é culpado, deve responder pelos atos”, disse Wellington.

Para o parlamentar, o problema na Saúde não ocorre por falta de verba, mas por conta de má gestão e de corrupção. Wellington Luiz garantiu que representantes do seu partido serão investigados. “Somos isentos, independentemente de questão partidária. Minha orientação é para que haja CPI para demonstrar a clareza. Eventualmente, se alguém ligado a nós cometeu falha, vai responder. Não vamos nos omitir, nos acovardar”, garantiu.

Segundo o deputado, a instalação da CPI não tem data, mas deve ocorrer o mais rápido possível. “Há ainda outras possibilidades de CPI: transporte, estádios. Temos tratado isso com responsabilidade e temos que enfrentar”, completou.

Fonte: Diário do Poder\Blog do Sombra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here