CLDF lança plataforma de Educação a Distância aberta à população

O curso que inaugura a plataforma, Educação em Direitos Humanos, já está com inscrições abertas e oferece 200 vagas

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) apresentou sua plataforma digital de educação a distância em audiência pública remota nesta sexta-feira (18). Acessível a todos os cidadãos, a nova ferramenta integra a Escola do Legislativo do Distrito Federal (Elegis), gerido pela Terceira Secretaria da Casa. De acordo com o coordenador do projeto, Ailton Feitosa, deverão ser disponibilizados 54 cursos para o próximo ano, e já há uma demanda para, ao menos, mais 25. “Todos são de autoinstrução, sem tutorial, e oferecem certificados”, explicou. Com foco na formação para a cidadania, políticas públicas e qualificação profissional, os cursos abordarão temas como direito administrativo e constitucional, ética, processo legislativo, educação política e prevenção à violência doméstica.

O curso que inaugura a plataforma, Educação em Direitos Humanos, já está com inscrições abertas e oferece 200 vagas. Representando um dos públicos-alvo dessa primeira qualificação, o presidente da Associação de Conselheiro Tutelares do DF, Néliton Portuguez, agradeceu por “essa oportunidade ofertada aos cidadãos, que traz para a sociedade a perspectiva de participação”. Ele frisou que a Associação luta pela formação continuada dos conselheiros e defendeu que curso de qualificação seja pré-requisito para a candidatura aos conselhos.

A terceira secretária da CLDF, Jaqueline Silva (PTB), agradeceu o empenho dos servidores responsáveis pelo projeto que, para ela, superou as expectativas. “A CLDF, através do Elegis, já fazia algumas capacitações para os servidores, e agora lançamos uma plataforma que estará acessível para todos. Nós que estamos na frente de lutas sabemos quão importante que a população tenha o conhecimento”, ressaltou.

O deputado Fábio Félix (Psol), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar, responsável pelo curso inaugural, destacou a qualificação dos painelistas, como a jurista Déborah Duprat, “um dos nomes mais importantes do mundo sobre direitos humanos” e o jurista e jornalista Thiago Amparo. “É uma compreensão profunda do significado dos direitos humanos que a gente vai ter a partir dessa plataforma que é um grande passo que a CLDF está dando”. Para ele, a formação continuada é fundamental para um bom serviço público e para o desenvolvimento e implantação de políticas públicas.

O coordenador da Elegis, Bruno Sena Rodrigues, ressaltou o esforço para democratizar o acesso aos cursos, antes restritos aos servidores, o que se tornou ainda mais importante devido à pandemia, que inviabilizou as capacitações presenciais. Ele também explicou que há uma parceria com a escola do Senado, que vai ceder estúdio para gravação de aulas, e a da Câmara dos Deputados. “Através do conhecimento a gente pode ter uma democracia saudável”, afirmou.
O endereço da plataforma é elegis.cl.df.gov.br, onde há informações sobre a Escola, a CLDF e todos os cursos disponíveis. Para fazer as inscrições, é necessário preencher um cadastro. O próprio sistema emite os certificados, após conclusão de todos os módulos.

Por Mario Espinheira 
Fonte: Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here