Câmara Legislativa aprova proposta de Rafael Prudente e Agentes comunitários de saúde terão direito a gratificação

A Câmara Legislativa aprovou nesta quarta-feira (29), uma alteração na Lei nº 6.133/2018, que vai permitir que os agentes comunitários de saúde façam jus a uma gratificação que é paga a outros profissionais da atenção primária, principal área de atuação da categoria.

A proposta que foi liderada pelo deputado Rafael Prudente do MDB, faz parte projeto de lei nº 2.888/2021, encaminhado pelo Poder Executivo, e estabelece uma gratificação equivalente a 20% do vencimento base da categoria, que é de R$1998,00.

“A proposta garante a isonomia de tratamento com os demais servidores lotados nas Unidades Básicas de Saúde, como médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, dentista, dentre outras categorias. Corrigimos o que estava errado e fizemos justiça aos agentes comunitários de saúde”, disse o presidente da CLDF, Rafael Prudente.

Atualmente, para ter direito, os agentes precisam residir no mesmo local onde trabalham, além de cumprir metas de produtividade. A proposição acatada pelos deputados distritais corrige o que era considerada uma “distorção” entre categorias que atuam na mesma atividade, caso dos agentes ambientais.

Rafael Prudente também conseguiu incluir uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, que define as regras para o orçamento do GDF para 2023, previsto em R$ 53,1 bilhões, criando outra gratificação para a carreira dos Agentes de Saúde. As regras serão definidas em novo projeto de Lei que será votado pela Câmara Legislativa.

Informações Assessoria Rafael Prudente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here