Dilma libera R$ 747 milhões do BNDES para obras contra a seca de São Paulo

Governador paulista condena terceiro turno e lembra a petistas e tucanos que “os governos precisam trabalhar pelo povo”.

O governo federal liberou R$ 747,4 milhões para a realização de obras de combate à crise hídrica no estado de São Paulo. A presidente Dilma Rousseff e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) participaram da assinatura do contrato de financiamento no Palácio do Planalto. Dilma aproveitou o evento para angariar o apoio do tucano, num momento de grave crise no governo, de queda nos índices de popularidade e pressões sem trégua da oposição.

A presidente fez afagos em Alckmin e ressaltou que o governo federal e o estado de São Paulo sempre foram “parceiros” na tentativa de solucionar os problemas da seca. No total, a ajuda prometida ao governo paulista é de R$ 3,2 bilhões. “Nós estamos numa situação de parceria sistemática”, disse ela. Alckmin correspondeu ao gesto e repreendeu de forma velada os políticos que insistem em fazer terceiro turno eleitoral com ações que paralisam a atuação do governo.

“Disputa eleitoral precisa ser feita, mas tem seu momento exato. Fiscalização é necessária, críticas e denúncias, agora, os governos precisam trabalhar pelo povo”Geraldo Alckmin, governador de São Paulo

Alckmin também afirmou que a parceria entre governo federal e estado de São Paulo é importante e pregou a superação das divergências partidárias entre PT e PSDB quando se trata do uso de recursos públicos para o combate à seca. “Disputa eleitoral precisa ser feita, mas tem seu momento exato. Fiscalização é necessária, críticas e denúncias, agora, os governos precisam trabalhar pelo povo”, declarou Alckmin.

O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e representantes da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) assinaram na ocasião um contrato de financiamento para a realização de obras que vão ligar as represas Jaguari (Bacia do Paraíba do Sul) a Atibainha (Bacia do Sistema Cantareira). A obra custará R$ 830 milhões.

Crise hídrica
A obra de ligação entre as represas terá 20 quilômetros de extensão, sendo 13 quilômetros de adutoras e 6 quilômetros de túneis. O governador de São Paulo argumentou que o financiamento liberado nesta quinta-feira (25) é importante porque, diferentemente das ações anteriores, que eram de emergência, essa é uma obra estruturante que reduzirá a vulnerabilidade dos sistemas hídricos da região. A previsão é que ela seja concluída em 2017.

Alckmin afirmou que a capacidade de reservas será dobrada, passando de 1 bilhão para 2,1 bilhões de metros cúbicos de água por segundo.

O governador disse ainda que “não haverá rodízio no fornecimento de água no estado”. No ano passado, Alckmin negou por diversas vezes que existia uma crise hídrica no estado mesmo com casos evidentes de falta de água nas torneiras. Era ano eleitoral e Alckmin, candidato à reeleição, tentou evitar o desgaste que um rodízio oficial poderia trazer. O governador foi reeleito no primeiro turno.

Na cerimônia, Dilma afirmou que o país passa por uma crise hídrica porque a “hidrologia que tivemos nos últimos anos está completamente fora da curva”. Disse também que a obra vai garantir segurança hídrica à região metropolitana de São Paulo.

“Acho que se encaminha o processo de solução de médio prazo do abastecimento de água da maior cidade do país. Então, é um momento que a gente deve comemorar”, afirmou Dilma. “Brindar com copo d’água? Podemos”, brincou a presidente.

“O desafio que nós enfrentamos em 2014 […] foi a maior seca da história. No século passado, o ano que menos choveu foi 1953 na região do Cantareira. No ano passado, em 2014, choveu a metade de 1953”, disse Alckmin.

Participaram da cerimônia de assinatura do contrato no Palácio do Planalto, em Brasília, os ministros Aloizio Mercadante, da Casa Civil; Gilberto Kassab, das Cidades; e Nelson Barbosa, do Planejamento, além integrantes do governo de São Paulo e da Sabesp.

Fonte: Fato Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here