Bolsonaro já definiu pelo menos nove candidatos aos ministérios

A ideia do presidenciável, caso eleito, é reduzir as 29 pastas atuais para, no máximo, 15

Brasília (DF), 23/05/18. Marcha dos prefeitos 2018 – Jair Bolsonaro. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, tem nomes de futuros ministros para, pelo menos, nove dos 15 ministérios que prometeu, caso eleito. Além de Paulo Guedes, para a pasta de Economia, que reuniria Planejamento e Fazenda, o esboço da Esplanada conta com dois generais da reserva do Exército e um astronauta. A informação é do jornal A Folha de S. Paulo.

A ideia de Bolsonaro é reduzir os atuais 29 ministérios para apenas 15. O preferido para chefiar a Casa Civil é o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que seria responsável pela relação do Executivo federal com o Legislativo. No momento, essa tarefa pertence à Secretaria de Governo da Presidência da República.

Seguindo a lógica do postulante ao Palácio do Planalto, Educação, Cultura e Esportes estariam juntos e seriam comandados pelo ex-professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Stavros Xanthopoylos. Na saúde, um dos mais cotados é Henrique Prata, presidente do Hospital do Câncer de Barretos. No Transportes, Bolsonaro tem preferência por Osvaldo Ferreira, general quatro estrelas da reserva.

Ainda de acordo com a reportagem, o segundo general da reserva é Augusto Heleno, que seria o titular do Ministério da Defesa. O oficial reformado é próximo da família de Bolsonaro e do grupo que participa da campanha do presidenciável em Brasília. Heleno foi convidado para ser vice do deputado federal, mas seu partido à época, o PRP, o proibiu. A medida levou o general a se desfiliar da sigla.

Fonte: metropoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here