Bolsonaro diz que não interferirá na escolha da presidência da Câmara

Afirmação foi feita durante encontro, nesta segunda (12/11), com o deputado reeleito JHC, candidato à sucessão do posto


DANIEL FERREIRA / METRÓPOLES

Recluso em sua casa para reuniões com aliados e auxiliares da equipe de transição de governo, o futuro chefe do Executivo nacional, Jair Bolsonaro, informou na manhã desta segunda-feira (12/11) que não vai interferir no processo de escolha do novo presidente da Câmara, em fevereiro de 2019.

A afirmação foi feita durante encontro com o deputado João Henrique Caldas (PSB-AL), um dos postulantes já anunciados para a disputa e atual terceiro-secretário da Câmara.

A favor do socialista, contam a proximidade com Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito e detentor da maior votação em São Paulo, e o recorde de sufrágios conquistados em seu estado, Alagoas.

“Ele foi super-receptivo durante a visita, mas falou que não vai interferir no processo”, relatou ao Metrópoles o deputado JHC, como é mais conhecido. Congressista reeleito para um segundo mandato, o parlamentar alagoano foi até o próximo titular do Palácio do Planalto pedir apoio à sua candidatura, anunciada no embalo do discurso de renovação na política. Ainda segundo pontuou João Henrique Caldas, Bolsonaro disse que a “moeda” do novo governo não será a troca de cargos, mas, sim, a confiança.

“Neste novo momento no qual o Brasil está vivendo, me sinto confortável para disputar a presidência da Câmara. Precisamos fazer uma política de convergência suprapartidária e resgatar a credibilidade do Congresso Nacional”, ressaltou JHC. “As urnas deram um recado de renovação. E esses que estão chegando vão ter de representar os votos que receberam, por renovação”, completou.

Bolsonaro retornará a Brasília na terça-feira (13) para intensificar o processo de transição de governo. Ainda nesta segunda (12), o presidente eleito recebe em sua casa no Rio de Janeiro o futuro ministro que conduzirá a política econômica, Paulo Guedes.

Em Brasília, o ministro extraordinário responsável por coordenar a transição de governo, Onyx Lorenzoni, mantém reuniões com grupos de trabalho e recebe autoridades nesta segunda (12).

Fonte: Metropoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here