EUA se tornam o primeiro país do mundo a vacinar bebês contra Covid

São 18,7 milhões crianças a partir dos 6 meses de idade que podem ser imunizadas. Mais de 200 até cinco anos morreram no país por causa da doença.

Os Estados Unidos se tornaram o primeiro país do mundo a vacinar contra a Covid bebês a partir dos seis meses.

São 18,7 milhões crianças que podem ser imunizadas. A mãe da Melissa, de apenas seis meses de idade, não esconde a ansiedade.

“A gente está muito feliz com a notícia. Com certeza eu queria que esta notícia tivesse vindo antes, que elas já estivessem vacinadas, mas a gente confia na ciência, nos estudos, a gente sabe que se agora é que estão aprovando é porque é o momento certo”, diz Jaqueline Diogo.

Ela sentiu na pele o medo das consequências do vírus. Mesmo tomando todas as precauções, Melissa foi infectada.

O caso de Melissa não é o único e nem é raro. Nos Estados Unidos pelo menos 2 milhões de crianças até cinco anos de idade pegaram a doença e mais de 200 morreram por causa por causa do vírus.

A vacinação a partir dos seis meses de idade começou três dias depois da aprovação final dada pelas autoridades americanas.

No sábado (18), o voto do Comitê Independente de Cientistas que recomendou a vacina foi unânime: 12 a favor.

”Demos um grande passo”, diz o médico integrante do comitê, Oliver Brooks.

Os Estados Unidos são o primeiro país a vacinar esta faixa etária. O imunizante da farmacêutica Pfizer/BioNTech vai ser aplicado em três doses ao longo de 11 semanas; o da Moderna, que não é usado no Brasil, em duas doses ao longo de quatro semanas. As duas vacinas vão ser aplicadas numa dosagem menor do que é dada aos adultos.

As reações são bem leves, como uma dorzinha braço. Algumas crianças podem se sentir cansadas e com dor de cabeça. Um pequeno incômodo, para o tamanho do alívio para os pais.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here