Vitória natural

O Fluminense recebeu o Avai imprensando-o no seu próprio campo e logo aos 5 minutos Cano fez 1×0.
A pressão continuou e aos 12 Samuel Xavier acertou a trave.
Já que o Fluminense não transformava a superioridade em gols, o Avai levou perigo aos 29 minutos.
O domínio tricolor continuava mas cansamos de perder gols, e o primeiro tempo terminou com a vantagem magra, apesar da enorme superioridade.
Voltamos para o segundo tempo e apesar da posse de bola, sem querer aumentar o placar, levamos mais um susto quando o Avai fez um gol anulado por impedimento.
Apesar do susto, o Fluminense continuava irresponsavelmente perdendo gols.
Aos 22 minutos, Samuel Xavier acerta a trave novamente, e Diniz coloca Matheus Martins no lugar de Cano.
Aos 26 minutos, brilha a estrela de Diniz quando Matheus Martins que acabara de entrar, fez o gol do desafogo.
Aos 38 sai Ganso e entra Martinelli, e 4 minutos depois, saem Luiz Henrique, Arias e Nonato substituídos por Bigode, Wellington e Pineida.
Aos 46 minutos, Samuel Xavier acerta a trave pela terceira vez na partida.
Pra variar, arbitragem péssima, mas pior foi a do jogo do Botafogo onde os sopradores de apito e os do var estragaram todo o jogo.
Enfim, a arbitragem brasileira é vergonhosa.
Agora é virar a chave e na quinta feira, fazer o dever de casa vencendo o Cruzeiro às 19 horas, pela copa do Brasil.
Bora Fluzão 🇭🇺🇭🇺🇭🇺🇭🇺
Raimundo Ribeiro
Apaixonado por futebol e, naturalmente Tricolor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here