Taxistas fazem carreata contra transporte pirata e aplicativo Uber

taxistasNa manhã desta segunda-feira (29), Taxistas do Distrito Federal fizeram uma carreata entre o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek e Estádio Nacional Mané Garrincha em protesto contra o transporte pirata e o aplicativo Uber.

O trânsito na região ficou bastante complicado. De acordo com a PM, havia 300 veículos participando da manifestação. Eles ocuparam uma faixa do Eixão.

A frota da capital federal conta com 3,4 mil veículos e 5 mil taxistas, segundo o sindicato da categoria. Em funcionamento desde novembro de 2014 em Brasília, o Uber é um programa que pode ser baixado de graça em smartphones e funciona como uma ponte entre usuários e motoristas que prestam corridas, como os táxis.

Na cidade, a única modalidade disponível é a “UberBlack”, que presta o serviço em carros pretos de luxo com atendimento especial. Segundo o aplicativo, todos os veículos têm menos de três anos de uso, banco de couro e ar-condicionado sempre ligado. Os motoristas são treinados para abrir a porta para o passageiro, disponibilizar água e perguntar qual a rádio de preferência. A tarifa base na capital é de R$ 4, R$ 0,25 por minuto mais R$ 1,75 por quilômetro. O valor é cerca de 5% mais caro do que os táxis comuns.

O Uber não é regulamentado pela Secretaria de Mobilidade Urbana e é considerado transporte ilegal pelo governo. Quem for pego oferecendo viagens por meio do serviço pode ser multado em R$ 2 mil. Em caso de reincidência, a multa pode chegar a R$ 5 mil.

Fonte: Jornal Alô Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!