Conmebol dá 24 horas para CBF defender Neymar após expulsão diante da Colômbia

20150618124815943508eProcesso discutirá uma punição adicional pela expulsão após o término da partida.

Depois de analisar a súmula da partida entre Brasil e Colômbia, na qual Neymar recebeu um cartão amarelo e foi expulso após uma confusão no final do jogo, a Comissão Disciplinar da Conmebol encaminhou na manhã desta quinta-feira, por e-mail, seu parecer para a CBF. A entidade brasileira, por sua vez, tem 24 horas para apresentar a defesa do capitão brasileiro, até o meio-dia desta sexta-feira. A partir da argumentação e da súmula, o Tribunal Disciplinar da Conmebol vai se reunir – o encontro será antes da partida contra a Venezuela – para definir a suspensão de Neymar na Copa América.

O atacante tomou o seu segundo cartão amarelo da competição ainda durante o jogo e está automaticamente suspenso contra a Venezuela, domingo, em Santiago. Isso já está definido. O processo na Conmebol vai discutir uma punição adicional pela expulsão no final do jogo.

De acordo com o regulamento, o jogador expulso de forma direta não tem sua advertência anterior anulada, ou seja, ele terá acumular as suspensões. Como ele também foi expulso, ele teria de cumprir mais uma partida de suspensão e só voltaria numa eventual semifinal. Na súmula da partida, o árbitro Enrique Osses relata que Neymar atirou deliberadamente a bola no colombiano Armero ao término do jogo e deu uma leve cabeçada em Bacca no meio da discussão.

Para o brasileiro Caio César Rocha, presidente do Tribunal Disciplinar, pode haver outra interpretação. Neymar pode, por exemplo, ser absolvido pela expulsão e cumpriria apenas um jogo (contra a Venezuela). Caio não participa da decisão pelo processo envolver um jogador de sua nacionalidade e ressalta que essa é a sua interpretação.

Depois de definida a suspensão pelo Tribunal Disciplinar, a CBF ainda pode apelar. Nesse caso, o prazo vai até o jogo das quartas de final, caso o Brasil avance.

Fonte: superesportes.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here